09:38 22 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Opositor de Nicolás Maduro, Leopoldo López foi ovacionado pelos seus apoiadores após ser libertado em Caracas, na Venezuela

    Crise na Venezuela: opositor Leopoldo López pede asilo na embaixada do Chile em Caracas

    © AFP 2019 / Federico Parra
    Américas
    URL curta
    18316

    O opositor venezuelano, Leopoldo López, que foi libertado hoje, pediu refúgio na embaixada do Chile em Caracas.

    Leopoldo López estava em prisão domiciliar acusado de tentar depor o governo de forma violenta. Ele foi libertado por militares no início desta terça-feira. 

    Durante a tarde, ele chegou à embaixada do Chile em Caracas para pedir refúgio, onde já se encontravam sua esposa e seu filho. 

    "Lilian Tintori e sua filha entraram como convidadas em nossa missão diplomática em Caracas. Há alguns minutos, seu marido, Leopoldo López, juntou-se à família naquele lugar. O Chile reafirma compromisso com os democratas venezuelanos", confirmou o chanceler chileno, Roberto Ampuero, em seu Twitter.

    ​A situação da Venezuela se agravou drasticamente nesta terça-feira (30) após o líder da oposição que se autoproclamou presidente do país, Juan Guaidó, ter feito uma convocação para que o povo venezuelano e o exército saíssem às ruas para completar a assim chamada "Operação Liberdade" para derrubar o presidente Nicolás Maduro.

    O presidente venezuelano, por sua vez, declarou que os principais comandantes militares estão ao seu lado e pediu "máxima mobilização popular para assegurar a vitória da paz". 

    Mais:

    Turquia e Irã condenam tentativa de golpe na Venezuela
    Trump diz que está monitorando de perto a situação na Venezuela
    Rússia diz que crise na Venezuela deve ser resolvida por diálogo 'sem condições prévias'
    Tags:
    embaixada, asilo, refúgio, prisão domiciliar, Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Leopoldo López, Chile, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar