17:02 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Caça F-16 da Força Aérea dos EUA (foto de arquivo)

    F-16 teria expulsado aeronave intrusa em zona de resort visitado por Trump

    © AP Photo / Go Bum-jun/Newsis
    Américas
    URL curta
    0 34

    Segundo a Administração Federal de Aviação norte-americana, restrições temporárias de voo foram impostas dentro de um raio de 16 km do Mar-a-Lago.

    Militares norte-americanos teriam interceptado um avião monomotor privado que entrou na zona de exclusão aérea temporária sobre Palm Beach, no sul da Flórida, durante a visita do presidente estadunidense, e não estava respondendo aos controladores do tráfego aéreo. 

    De acordo com a declaração do Comando de Defesa do Espaço Aéreo da América do Norte (NORAD), que foi acessada pela agência The Palm Beach Post, um caça F-16 e um helicóptero militar se envolveram na intercepção de um avião privado às 18h07 (às 19h07 em Brasília) do sábado (20), que teria entrado no espaço aéreo restrito. 

    De acordo com o major Mark Lazane do NORAD, o piloto estabeleceu comunicação com o centro de controle e foi eventualmente expulso. 

    As restrições de voo estão em vigor durante visita de Donald Trump ao resort Mar-a-Lago em Palm Beach. O tráfego aéreo é proibido dentro de raio de 1,6 km da estadia dele por razões de segurança. Além do mais, o tráfego aéreo é limitado dentro de um raio de 16 km sobre Mar-a-Lago com exceção de alguns casos de voos comerciais e não comercias.

    Mais:

    EUA suspendem venda de caças F-16 para Taiwan enquanto negociam com China
    F-16 inúteis? Como Bulgária pode impulsionar economia dos EUA com US$ 2 bilhões
    Caças indianos Su-30 forçam F-16 paquistaneses a recuarem
    Tags:
    F-16, NORAD, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar