21:40 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Presidente dos EUA, Donald Trump em frente à logo da OTAN.

    Trump insta nações da OTAN a aumentarem ainda mais os gastos com defesa

    © Sputnik / Alexey Vitvitskiy
    Américas
    URL curta
    704

    O presidente dos EUA, Donald Trump, é famoso por suas críticas à aliança do Atlântico Norte. Em reunião em Washington nesta terça, ele observou, porém, que a estratégia de pressionar os membros da OTAN a aumentar seus gastos com a defesa está levando a mais bilhões de dólares em contribuições.

    Em reunião com o com o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, o presidente dos EUA afirmou que o financiamento da aliança é "um foguete que só sobe" desde que ele assumiu o cargo em 2016. Trump, contudo, continua achando os valores de contribuição atuais insuficientes.

    Desde 2016, os 28 membros da OTAN, além dos Estados Unidos, impulsionaram os gastos militares em "US$ 100 bilhões até 2020", confirmou Trump.

    O presidente dos EUA também disse que gostaria que os membros da OTAN gastassem mais de 2% do PIB em defesa — uma mudança do discurso de Trump no ano passado, quando defendeu um gasto de 4% de PIB. Os Estados Unidos gastam 4,3% do PIB com a OTAN.

    Stoltenberg disse que a diretriz de 2% não foi inventada pelos Estados Unidos, mas sim uma meta estabelecida pelos 29 aliados em 2014, bem antes da eleição de Trump. No entanto, ele agradeceu o presidente por seu "forte compromisso com a OTAN" e por sua liderança em conseguir que os países-membros aumentassem seus compromissos.

    "A mensagem clara do Presidente Trump ajudou — está tendo um impacto real. Ainda temos um longo caminho a percorrer — muito a fazer — mas temos visto progressos muito fortes em gastos de defesa de aliados da OTAN", destacou o secretário.

    Trump também ressaltou que a Alemanha, em particular, não está fazendo o suficiente, já que Berlim agora planeja gastar "apenas" 1,5% até 2024.

    "A Alemanha honestamente não está pagando uma parte justa", disse ele. “Eu tenho ótimos sentimentos pela Alemanha, mas eles não estão pagando o que deveriam pagar. Estamos pagando por uma grande parte da OTAN, que basicamente protege a Europa. Eles estão pagando perto de 1%".

    Em comunicado, a Casa Branca disse que os dois líderes "revisaram o progresso sem precedentes da OTAN para aumentar o compartilhamento de responsabilidades" e também discutiram "esforços contínuos para combater o terrorismo (e) monitorar a agressão russa". Trump enfatizou a importância de uma OTAN mais forte em se opor à Rússia durante a reunião e ressaltou que ainda acredita que o relacionamento com Moscou será bom.

    Tags:
    OTAN, Donald Trump, Jens Stoltenberg, Europa, Rússia, Moscou, Estados Unidos, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar