12:39 20 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Cartões Mastercard

    EUA estão ponderando castigar Visa e Mastercard por operarem na Venezuela, escreve Reuters

    © REUTERS / Jonathan Bainbridge
    Américas
    URL curta
    13513

    Os EUA estão considerando impor sanções financeiras que podem proibir Visa, Mastercard e outras instituições de efetuarem transações na Venezuela, comunicou a agência Reuters, citando um alto funcionário da administração de Trump.

    As sanções podem ser dirigidas contra apoiantes de Nicolás Maduro, sendo mais um passo destinado a apertar o nó em volta do governo de Maduro e seus aliados.

    "O objetivo dessas sanções é continuar privando o governo ilegal de Maduro do acesso a dinheiro e impossibilitá-lo de continuar roubando do povo venezuelano", disse o político.

    Além disso, o bloqueio impediria que instituições financeiras estatais venezuelanas tenham acesso ao sistema financeiro internacional, inclusive serviços de cartão de crédito, bem como SWIFT. Os EUA usariam o seu poder para privar venezuelanos de realizar transações até para comprar comida e medicamentos.

    Instituições financeiras, consideradas apoiadoras de Maduro ou do sistema financeiro venezuelano, poderiam ser atingidas pelas sanções.

    Anteriormente, o Departamento do Tesouro dos EUA impôs sanções contra o banco russo Evrofinance Mosnarbank, controlado em conjunto por empresas estatais da Rússia e Venezuela, acusando-o de ajudar empresa petrolífera venezuelana PDVSA a burlar as sanções financeiras norte-americanas.

    Mais:

    Chancelaria russa: blecaute na Venezuela foi provocado do exterior
    EUA retiram todos seus diplomatas da Venezuela após ultimato de Caracas
    Colapso energético na Venezuela: quais serão as consequências para Guaidó?
    Entenda como Venezuela pode recuperar economia em 2 ou 3 meses
    Rússia promete defender investimentos petrolíferos na Venezuela 'custe o que custar'
    Tags:
    financeiro, dinheiro, sanções econômicas, transações comerciais, Reuters, Donald Trump, Nicolás Maduro, EUA, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar