09:53 18 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Tropas norte-americanas passam através Alemanha para Leste Europeu

    Trump pede US$ 750 bilhões para despesas militares em orçamento enviado ao Congresso

    © AP Photo / Ingo Wagner
    Américas
    URL curta
    19110

    O aumento dos gastos militares ocorre em meio à retirada de tropas da Síria e a uma tendência negativa contínua nas relações com a Rússia, considerada por militares americanos uma das principais ameaças potenciais ao país. O projeto também segue a promessa de Washington de desenvolver mísseis anteriormente proibidos pelo Tratado INF.

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enviou o orçamento para o ano fiscal de 2020 no Congresso, que apresenta mais gastos com segurança militar e doméstica e reduz gastos com ajuda externa. O orçamento aumentaria os gastos militares em 4,8%, alcançando a cifra de US$ 750 bilhões (US$2,88 trilhões, ou o equivalente a mais de um terço de todo o PIB do Brasil). O orçamento de Trump também aloca US$ 8,6 bilhões para a construção do muro fronteiriço com o México, seguindo a instalação de emergência nacional decretada pelo presidente.

    A ajuda externa será reduzida em US$ 13 bilhões, de acordo com o orçamento proposto. Ao mesmo tempo, a proposta permite gastar até US$ 500 milhões para aumentar a segurança e reduzir a "dependência" que países na Europa, Eurásia e Ásia Central têm da Rússia, especificamente em termos de armas.

    O orçamento total proposto é de US$ 4,7 trilhões e se sustenta na previsão da Casa Branca de crescimento econômico de 3,1%, com base em cortes de impostos para empresas introduzidas por Trump. O déficit orçamentário deverá subir para US$ 1,1 trilhão em 2020 se as projeções econômicas se mostrarem corretas.

    Tags:
    Congresso dos EUA, Casa Branca, Donald Trump, México, Rússia, Europa, Eurásia, Ásia Central, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar