00:50 14 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    O presidente da Bolívia, Evo Morales, com o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro (arquivo)

    Evo: 'agressão armada' dos EUA contra Venezuela falhou

    © REUTERS / David Mercado
    Américas
    URL curta
    17203
    Nos siga no

    O presidente da Bolívia, Evo Morales, saudou o povo venezuelano por sua postura diante de uma suposta tentativa frustrada de intervenção externa, por parte dos Estados Unidos.

    De acordo com o líder boliviano, a tentativa norte-americana de levar ajuda humanitária forçada à Venezuela, no final do mês passado, seria, na verdade, um plano de investida contra o governo do presidente Nicolás Maduro, ideia compartilhada pelo mesmo.

    "​A realidade e atitude digna do povo da Venezuela mostra o fracasso do engano intervencionista de Trump, que tentou usar governos irmãos para a sua chamada ajuda humanitária que, na realidade, escondia uma agressão armada. A paz da Venezuela é a paz da região", afirmou Morales.

    No último dia 23, o governo venezuelano impediu a concretização de uma ideia de Washington de levar ajuda humanitária americana e brasileira ao território da Venezuela através das fronteiras do Brasil e da Colômbia. Para Caracas, a medida não passaria de uma estratégia para desestabilizar a administração Maduro e promover uma mudança forçada no executivo da República Bolivariana, em favor do oposicionista Juan Guaidó.

    Mais:

    Venezuela conseguirá derrotar minoria que tenta desestabilizar país, diz Maduro
    Não imaginavam que Maduro pudesse resistir, diz ministro espanhol
    Trump prolonga sanções contra a Venezuela
    Tags:
    agressão, intervenção, Donald Trump, Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Evo Morales, Colômbia, Brasil, Estados Unidos, EUA, Caracas, Venezuela, Bolívia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar