07:56 18 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Avião de reconhecimento norte-americano RC-135

    Avião espião dos EUA teria passado horas sobrevoando perto da Venezuela

    CC BY-SA 2.0 / Flickr / Airwolfhound / RC-135 - RAF Mildenhall
    Américas
    URL curta
    Confrontos nas zonas fronteiriças da Venezuela (51)
    14815
    Nos siga no

    Nos últimos dias, intensificaram-se voos de aeronave de reconhecimento dos EUA no espaço aéreo internacional perto da costa da Venezuela na tentativa de obter informações confidenciais, comunicou na terça-feira (26) CNN, citando fontes de defesa não identificadas.

    As fontes não detalharam quais aviões de reconhecimento dos EUA estavam envolvidos nesta missão, mas relatos não confirmados no Twitter identificaram uma das aeronaves como um Boeing RC-135V.

    A aeronave teria passado seis horas voando perto da costa venezuelana para receber informações sobre os sistemas de defesa antimísseis do país, incluindo os sistemas de defesa antiaérea S-300 fornecidos pela Rússia.

    USAF RC-135V Rivet rastreando perto da costa da Venezuela

    Os supostos sobrevoos ocorreram depois que o presidente venezuelano Nicolás Maduro, na segunda-feira (25), acusou os EUA de tentar "fabricar uma crise para justificar a escalada política e a intervenção militar na Venezuela, a fim de trazer guerra à América do Sul".

    Após um voo de 6 horas da Base Aérea Offutt, Omaha, um RC-135V dos EUA coletou sinais de rádio e eletrônicos para detectar as últimas posições de várias unidades das Forças Armadas da Venezuela de noite que incluem complexos de mísseis de cruzeiro. Isso ajuda a Força Aérea dos EUA a realizar ataques aéreos precisos

    A crise na Venezuela que está em fase aguçada desde 23 de janeiro, quando o líder da oposição Juan Guaidó se declarou presidente interino do país, foi marcada por violentos confrontos no sábado (23), com as tentativas da oposição de entrega de ajuda humanitária, organizada pelos EUA e rechaçada categoricamente pelo presidente venezuelano legítimo, Nicolás Maduro, que acredita que a ajuda humanitária é utilizada como pretexto para iniciar agressão contra seu país.

    Tema:
    Confrontos nas zonas fronteiriças da Venezuela (51)

    Mais:

    EUA estão preparando intervenção militar na Venezuela, diz secretário de Segurança russo
    Mourão: EUA não poderão usar território brasileiro em eventual intervenção na Venezuela
    Especialista revela possível objetivo do voo de avião militar dos EUA sobre a Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar