13:16 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Elliott Abrams, enviado do governo dos Estados Unidos para a Venezuela

    EUA mandam enviado à Colômbia para ajudar na entrega de ajuda à Venezuela

    © AP Photo / Manuel Balce Ceneta
    Américas
    URL curta
    1514
    Nos siga no

    O Departamento de Estado norte-americano informou nesta noite que está mandando para a cidade colombiana de Cúcuta o enviado dos EUA para a Venezuela, Elliott Abrams, a fim de organizar a entrega de ajuda humanitária programada para o próximo sábado, 23.

    Há vários dias, os Estados Unidos mantêm carregamentos de ajuda humanitária na fronteira entre Colômbia e Venezuela a espera de uma oportunidade para fazer entrar o comboio na República Bolivariana. O governo venezuelano, no entanto, bloqueia a entrada dessa assistência, por receio de que a mesma seja uma estratégia de Washington para derrubar o seu governo. Devido a esse impasse, a Casa Branca decidiu que a entrega será feita de maneira forçada.

    ​"VENEZUELA: Departamento de Estado anuncia que Elliott Abrams irá liderar uma delegação dos EUA viajando de avião militar até a fronteira colombiana para entregar ajuda humanitária à Venezuela."

    Desde o último 23 de janeiro, os Estados Unidos reconhecem o líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó, como chefe de Estado venezuelano. Autoproclamado presidente nesta data, Guaidó também é reconhecido por Colômbia, Brasil e vários outros países. A ajuda humanitária enviada pelos EUA atenderia a um pedido feito por ele, apesar de o presidente de fato, Nicolás Maduro, afirmar que a Venezuela recebe ajuda internacional com frequência.

    Mais:

    Planalto: fronteira com Venezuela segue aberta
    Governador de Roraima: fronteira com Venezuela já foi fechada
    Maduro anuncia chegada de 7,5 toneladas de medicamentos russos (VÍDEO)
    Vice-chanceler venezuelano: podemos nos defender, não precisamos de ajuda militar russa
    Rússia diz que EUA preparam provocações na fronteira da Venezuela
    Tags:
    ajuda humanitária, Juan Guaidó, Nicolás Maduro, Elliott Abrams, Cúcuta, Colômbia, Washington, Caracas, eua, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar