16:03 22 Fevereiro 2019
Ouvir Rádio
    Pyongyang, capital da Coreia do Norte (foto de arquivo)

    Pyongyang se solidariza com Caracas frente a intentos de golpe de Estado

    © REUTERS / Damir Sagolj
    Américas
    URL curta
    550

    O embaixador da Coreia do Norte na ONU, Kim Song, manifestou a sua solidariedade com o povo venezuelano frente aos intentos de derrubar o governo de Nicolás Maduro, comunicou o Ministério das Relações Exteriores do país latino-americano depois da reunião de Kim Song com o vice-ministro da Venezuela Félix Plasencia.

    "Neste contexto intervencionista que tem como objetivo a derrubada do governo constitucional do presidente Nicolás Maduro, o embaixador Kim Song mostrou a sua solidariedade com o povo venezuelano e expressou a vontade do seu governo de continuar estreitando os laços de cooperação e fraternidade entre ambas as nações", diz o comunicado, publicado no site da chancelaria venezuelana.

    Durante o encontro, o diplomata venezuelano informou o embaixador norte-coreano sobre os "últimos acontecimentos políticos ocorridos no país caribenho, motivados pela campanha de descrédito internacional".

    Além disso, Plasencia destacou a insistência de Washington e da direita venezuelana de fazer chegar ao país uma suposta ajuda humanitária, que justificaria uma intervenção estrangeira.

    A crise política venezuelana se agravou no dia 23 de janeiro, depois que o chefe da Assembleia Nacional da Venezuela, Juan Guaidó, se autoproclamou presidente interino do país durante um protesto antigovernamental realizado nas ruas de Caracas.

    O líder da oposição Juan Guaidó foi apoiado pelo governo dos EUA, vários países da Europa e América Latina, inclusive o Brasil, a Argentina e Colômbia, enquanto Nicolás Maduro, reeleito em 2018, é considerado o presidente legítimo da Venezuela por tais países como a Rússia, Turquia, México, Uruguai e China.

    Mais:

    Caracas investirá em armamento avançado para suas Forças Armadas, declara Maduro
    Analista americano sugere repetir cenário da Crise dos Mísseis de Cuba na Venezuela
    EUA não aumentaram presença militar na fronteira com a Venezuela, diz Abrams
    Congresso dos EUA não irá apoiar intervenção militar na Venezuela
    'Tire as mãos do nosso hemisfério': senador ameaça Rússia se erguer base na Venezuela
    Tags:
    cooperação, solidariedade, golpe de Estado, derrubada, embaixador, Nicolás Maduro, Caracas, Venezuela, Coreia do Norte, Pyongyang
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik