11:24 26 Junho 2019
Ouvir Rádio
    O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) posa ao lado de seu futuro ministro das Relações Exteriores, o embaixador Ernesto Araújo.

    Caracas desmente futuro chanceler brasileiro: Maduro foi convidado para posse de Bolsonaro

    © Reprodução
    Américas
    URL curta
    14102

    O governo da Venezuela desmentiu neste domingo o futuro ministro das Relações Exteriores do Brasil, afirmando que, ao contrário do que havia dito Ernesto Araújo, o Brasil convidou, sim, para a posse de Jair Bolsonaro, em janeiro, o líder venezuelano, Nicolás Maduro.

    No início do dia, o futuro chanceler publicou uma mensagem em seu Twitter falando sobre a decisão do futuro governo de não convidar Maduro para a cerimônia do próxima dia 1, em Brasília:

    ​Entretanto, mais tarde, o chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, divulgou documentos na mesma rede social desmentindo a informação passada por Araújo e mostrando que o presidente venezuelano e sua equipe haviam, sim, sido convidados para o evento de posse de Bolsonaro.

    ​"Aqui podem ler as duas notas diplomáticas oficiais enviadas pelas autoridades brasileiras convidando o governo venezuelano e o presidente Nicolás Maduro a comparecer à posse de Jair Bolsonaro", escreveu Arreaza.

    Ainda de acordo com o ministro venezuelano, apesar do convite, em nenhum momento Maduro considerou participar da posse de Bolsonaro:

    ​"O presidente Nicolás Maduro nunca considerou estar na posse de um governo como o de Jair Bolsonaro. Esta é a resposta oficial firme que enviamos para Ernesto Araújo através do Itamaraty no último 12 de dezembro."

    Mais:

    Maduro: Venezuela é alvo de ameaças imperialistas
    Maduro: Casa Branca organiza um golpe na Venezuela
    Chanceler rebate ideia de ministro de Bolsonaro de tirar Brasil de pacto migratório
    Futuro chanceler anuncia que Brasil vai deixar Pacto Global de Migração
    Tags:
    chanceler, convite, presidente, cerimônia, posse, Jorge Arreaza, Nicolás Maduro, Ernesto Araújo, Jair Bolsonaro, Caracas, Brasília, Venezuela, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar