06:09 13 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente chinês, Xi Jinping, durante uma cerimônia de boas-vindas no Grande Salão do Povo em Pequim.

    Trégua na guerra comercial: Trump elogia transparência de Xi Jinping em reunião

    © AP Photo / Andy Wong, File
    Américas
    URL curta
    412

    O presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta quarta-feira (5) que acredita que seu colega chinês, Xi Jinping, tenha sido sincero em sua reunião sobre comércio.

    "Sinais muito fortes enviados pela China quando voltaram para casa de sua longa jornada, incluindo as paradas, desde a Argentina. Não para soar soar ingênuo ou algo assim, mas acho que o presidente Xi disse tudo o que queria em nossa longa e esperançosa reunião histórica. Todos os temas foram discutidos", afirmou Trump em seu Twitter.

    A guerra comercial entre a China e os EUA começou depois que, em 6 de julho, as duas partes introduziram (com Washington tendo sido o primeiro a fazê-lo) taxas de importação de 25% relativamente a centenas de artigos diferentes. Já nos finais de setembro entraram em vigor novas taxas norte-americanas de 10% sobre os artigos chineses importados no valor total de 200 bilhões de dólares (766 bilhões de reais) por ano. 

    Pequim, em resposta, introduziu taxas de 10% e 5% sobre as importações norte-americanas no valor de 60 bilhões de dólares (230 bilhões de reais).

    Às margens da encontro do G20, em novembro, as partes acertaram um acordo temporário que define uma trégua de 90 dias no confronto comercial entre os dois países.

    O acordo entre Donald Trump e Xi Jìnping prevê que os Estados Unidos não vão elevar de 10% para 25% as tarifas sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses na virada do ano, enquanto a China deverá aumentar a importação de produtos industriais, agrícolas e do setor de energia dos EUA.

    Mais:

    Especialista americano prevê 'processo perigoso' na disputa entre EUA e China
    Trégua na guerra comercial entre China e EUA pode causar prejuízo ao Brasil?
    Tags:
    guerra comercial, Xi Jinping, Donald Trump, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik