05:09 11 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Protótipo do caça YF-22 da Lockheed Martin se aproximando da Base Aérea de Edwards, na Califórnia, EUA (imagem de arquivo)

    Tudo o que você precisa saber sobre caça F-52 citado por Trump

    © AP Photo / Departamento de Defesa dos Estados Unidos
    Américas
    URL curta
    14103

    Recentemente o líder americano, Donald Trump, comunicou que os EUA entregaram caças F-52 à Noruega. Porém, esses caças não existem no mundo real, apenas em um jogo de vídeo chamado Call of Duty: Advanced Warfare.

    Esta não seria a primeira vez que Trump comete uma gafe desde que assumiu o comando do país. Além do engano relacionado com aeronaves, o líder também já confundiu países e localizações geográficas.

    O caça F-52, que existe apenas em um jogo de vídeo, teria sido baseado nos conceitos da fabricante Lockheed Martin, nos anos 90, do Naval Advanced Tactical Fighter (Caça Tático Naval Avançado) e do A/F-X, que eram baseados na aeronave YF-22 e que mais tarde resultaram no caça F-22 Raptor, segundo o artigo publicado pela Revista The National Interest.

    Provavelmente os desenvolvedores do jogo se basearam em uma aeronave fictícia dentro dos conceitos da Lockheed Martin que, como todos sabem, fabrica os atuais caças F-35.

    Além disso, um dia o F-52 poderá se tornar em uma realidade, mas a tecnologia avançou muito desde os projetos AF-X e F-22. Por isso, vale ressaltar que essa aeronave seria muito diferente da sua versão ficcional.

    Mais:

    Para que caça russo Su-57 precisa de peculiar pintura 'pixelada'?
    Estados Unidos admitem que caça F-35 é vulnerável a hackers
    Estas são as vantagens do caça russo Su-57 perante análogos estrangeiros
    Relatório do Pentágono revela novos problemas durante testes de certificação do caça F-35
    Tags:
    videogame, caças, avião de combate, jogo, F-22, Lockheed Martin, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik