13:11 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Eleições nos EUA 2016

    Trump: China é 'maior problema' que Rússia quanto à interferência nas eleições

    © AP Photo / David Goldman
    Américas
    URL curta
    540

    O presidente dos EUA, Donald Trump, confessou em entrevista à CBS que considera a China um perigo maior do que a Rússia do ponto de vista da interferência no processo eleitoral.

    Trump respondeu afirmativamente à questão de saber se a Rússia tentou interferir nas eleições presidenciais de 2016.

    "Eles se intrometeram, mas acredito que a China também se intrometeu. Eu acho, francamente que a China é o maior problema", declarou o presidente.

    Além disso, o líder norte-americano rejeitou de novo as suspeitas de qualquer "conluio" entre sua campanha e a Rússia.

    "Você realmente acha que eu chamaria a Rússia para me ajudar com as eleições? Por favor! Eles não seriam capazes de me ajudar em nada. Chamar a Rússia! É simplesmente ridículo", afirmou Trump.

    Até o momento, o Congresso dos EUA está investigando a suposta interferência da Rússia nas eleições presidenciais de 2016.

    O Bureau Federal de Investigação (FBI) também conduz uma investigação, liderada pelo assessor especial Robert Mueller, sobre o suposto conluio entre a equipe de campanha eleitoral de Trump e a Rússia.

    O governo russo negou repetidas vezes essas acusações, que considera absurdas e que, segundo Moscou, visam desviar a atenção do público estadunidense de questões domésticas vitais.

    Mais:

    Trump estaria tentando oscilar à beira da guerra com China?
    China nega as acusações de Trump de que país tentou interferir nas eleições dos EUA
    Trump está prestes a anunciar US$ 200 bi em tarifas sobre a China, diz jornal
    Ninguém vai enganar os EUA, diz Trump sobre comércio e tarifas contra a China
    Tags:
    campanha eleitoral, interferência estrangeira, Eleições dos EUA 2016, CBS, Donald Trump, China, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik