22:13 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton

    Chegou o tempo de 'responder' a abusos da China, afirma Casa Branca

    © Sputnik / Aleksei Vitvitsky
    Américas
    URL curta
    26524

    Os EUA não permitirão ameaças a seus militares da parte da China relativamente à passagem de navios da Marinha norte-americana pelo mar do Sul da China, declarou o conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, em entrevista à Salem Radio Network.

    "Nós não permitiremos ameaças a militares norte-americanos. Temos a intenção de manter as vias marítimas internacionais abertas. É o que os chineses devem entender", disse Bolton na entrevista, o texto da qual está no site da rádio.

    Ele sublinhou que a China há muito tempo que tem "abusado da ordem internacional", porém, agora para os EUA chegou o momento de "responder". Segundo as palavras do conselheiro, o Reino Unido e a Austrália tornaram mais frequentes suas passagens pelo mar do Sul da China, enquanto os EUA pensam em explorar recursos naturais nesta região, independentemente da cooperação com a China.

    "Não é uma província chinesa e nunca será", acrescentou Bolton.

    A China, assim como outros países da região (o Japão, o Vietnã e as Filipinas) tem algumas disputas quanto às fronteiras marítimas e zonas de responsabilidade no mar do Sul da China e no mar da China Oriental.

    Para a China, as Filipinas e o Vietnã utilizam propositadamente o apoio dos EUA para escalar a tensão na região. Washington, por sua parte, afirma que Pequim está construindo ilhas artificiais, transformando-as em estruturas militares e ampliando assim as suas águas territoriais. A China nega as acusações.

    Apesar dos protestos da China, os EUA declaram que vão navegar em todo o lado em que isso é permitido pelo direito internacional, dando a entender que não reconhecem a soberania da China sob as zonas disputadas.

    Mais:

    Pentágono: China é risco significativo e crescente para setor de defesa dos EUA
    Forças Armadas dos EUA poderiam enfrentar Rússia e China ao mesmo tempo?
    EUA podem vir a realizar operação naval de força perto da China?
    Análise: China demonstra a EUA quem manda no mar do Sul da China
    Tags:
    direito marítimo, passagem marítima, militares, ameaças, abuso, John Bolton, Mar do Sul da China, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik