14:38 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente venezuelano Nicolás Maduro (foto de arquivo)

    Maduro sobre presidente colombiano: é um diabo com cara de anjinho

    © REUTERS / Miraflores Palace/Handout via Reuters
    Américas
    URL curta
    632

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou seu homólogo colombiano, Iván Duque, de promover a divisão nas Forças Armadas venezuelanas, chamando Duque de "diabo".

    "Ele tem cara de anjinho […] mas é um diabo que odeia a Venezuela e está conspirando diariamente contra nosso país, contra as nossas Forças Armadas Nacionais Bolivarianas. A partir da Colômbia financiam a conspiração para causar danos às nossas Forças Armadas" disse Maduro durante um ato público, transmitido pela televisão local.

    O líder venezuelano também qualificou de "perigoso" o governo da Colômbia porque "combina muito ódio com inexperiência", citado pela AFP.

    Durante seu discurso, Maduro pediu aos militares do país o "máximo de moral, lealdade e compromisso" e repudiou os que "se vendem à oligarquia colombiana".

    As declarações surgem depois que a juíza militar Luz Santafé solicitou asilo na Colômbia e disse que, em 2017, foi obrigada a processar estudantes e políticos que lideravam os protestos contra Maduro por ordem do executivo nacional.

    Mais:

    Venezuela busca estreitar cooperação comercial com Síria
    Moscou pode instalar base militar na Venezuela para protegê-la do risco de intervenção?
    Tags:
    acusação, diabo, conspiração, Força Armada Nacional Bolivariana, Nicolás Maduro, Iván Duque, Colômbia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik