10:46 18 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Policiais da tropa de choque conversam com pessoas da Venezuela depois de checar seus passaportes ou carteiras de identidade no controle de fronteira de Pacaraima, Roraima, Brasil

    Brasil e Chile confirmam reunião no Equador para tratar da migração venezuelana

    © REUTERS / Nacho Doce
    Américas
    URL curta
    130

    O Brasil e o Chile confirmaram a sua presença na reunião convocada pelo Equador para os dias 17 e 18 de setembro para encontrar uma abordagem à imigração venezuelana e tomar medidas humanitárias a este respeito.

    "Tivemos duas respostas, Brasil e Chile, que confirmaram a presença em nosso anúncio de 17 e 18 de setembro", nunciou o ministro das Relações Exteriores equatoriano, José Valencia, nesta quinta-feira (23) em entrevista à Teleamazonas.

    Ele explicou que a ideia do encontro é realizar "conversa entre todos os países e adotar entendimentos comuns para resolver este fluxo migratório", além de tomar medidas de"ação humanitária, todos nós temos que participar de uma compreensão global".

    O ministro também mencionou que, embora a reunião esteja prevista para o final de setembro, foi decidido para antecipá-la devido ao aumento inesperado da migração da Venezuela nas últimas semanas.

    A expectativa é façam parte do evento os chanceleres da Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Chile, México, Peru, Paraguai, Panamá, República Dominicana, Uruguai e Venezuela ou seus representantes.

    Mais:

    Professor avalia mudança de câmbio na Venezuela e prevê próximos passos da crise
    Tensão: Colômbia protesta contra nova incursão militar da Venezuela
    Rússia começa a produzir fuzis Kalashnikov na Venezuela em 2019
    Crise na Venezuela pode deixar Roraima 'no escuro'
    Comissão do Parlasul vai a Roraima acompanhar crise na fronteira com Venezuela
    Tags:
    imigrantes, imigração, Brasil, Equador, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik