22:42 20 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    130
    Nos siga no

    O Brasil e o Chile confirmaram a sua presença na reunião convocada pelo Equador para os dias 17 e 18 de setembro para encontrar uma abordagem à imigração venezuelana e tomar medidas humanitárias a este respeito.

    "Tivemos duas respostas, Brasil e Chile, que confirmaram a presença em nosso anúncio de 17 e 18 de setembro", nunciou o ministro das Relações Exteriores equatoriano, José Valencia, nesta quinta-feira (23) em entrevista à Teleamazonas.

    Ele explicou que a ideia do encontro é realizar "conversa entre todos os países e adotar entendimentos comuns para resolver este fluxo migratório", além de tomar medidas de"ação humanitária, todos nós temos que participar de uma compreensão global".

    O ministro também mencionou que, embora a reunião esteja prevista para o final de setembro, foi decidido para antecipá-la devido ao aumento inesperado da migração da Venezuela nas últimas semanas.

    A expectativa é façam parte do evento os chanceleres da Argentina, Brasil, Bolívia, Colômbia, Costa Rica, Chile, México, Peru, Paraguai, Panamá, República Dominicana, Uruguai e Venezuela ou seus representantes.

    Mais:

    Professor avalia mudança de câmbio na Venezuela e prevê próximos passos da crise
    Tensão: Colômbia protesta contra nova incursão militar da Venezuela
    Rússia começa a produzir fuzis Kalashnikov na Venezuela em 2019
    Crise na Venezuela pode deixar Roraima 'no escuro'
    Comissão do Parlasul vai a Roraima acompanhar crise na fronteira com Venezuela
    Tags:
    imigrantes, imigração, Brasil, Equador, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar