12:29 14 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    A bandeira americana em um veículo vibra quando o sol se põe atrás da cúpula do Capitólio dos EUA nas horas antes de o presidente Barack Obama entregar o discurso do Estado da União a uma sessão conjunta do Congresso em Washington em 12 de janeiro de 2016

    Congresso dos EUA exige que Facebook preste contas sobre bloqueio de páginas

    © REUTERS / Jonathan Ernst
    Américas
    URL curta
    4 0 0

    A líder dos democratas na Câmara dos Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, exige que a empresa Facebook apresente um relatório aos membros do Congresso em conexão com os recentes bloqueios de páginas de contas falsas na rede social.

    "O Facebook deve apresentar imediatamente aos membros do Congresso um relatório abrangente. Seu mais recente anúncio confirma as antigas conclusões da inteligência dos EUA e especialistas em segurança nacional, que a Rússia está usando ativamente as redes sociais nos esforços coordenados para disseminar discórdia entre o povo americano e para minar a nossa democracia", disse Pelosi em um comunicado.

    Ela ressaltou que, apesar do que diz o presidente dos EUA, Donald Trump, "a ameaça às eleições e à segurança democrática continua sendo real".

    Anteriormente, o Facebook publicou um comunicado afirmando que mais de 30 páginas e contas do Facebook e Instagram haviam sido deletadas nesta terça-feira no âmbito do combate à disseminação de notícias falsas. Não foi especificado quais páginas e contas foram excluídas.

    A empresa Facebook, por sua vez, informou que compartilhou com as agências policiais dos EUA, o Congresso e outras empresas de tecnologia as suas descobertas. Além disso, foi divulgado na mídia norte-americana que a corporação trabalhou em cooperação com o FBI nas investigações. 

    Mais:

    Facebook derruba rede que fazia esforço 'coordenado' para influenciar eleições nos EUA
    Investidores do Facebook querem destronar Zuckerberg após queda bilionária em ações
    Facebook bloqueia rede de fake news ligada ao MBL
    Facebook suspende contrato com mais uma empresa por suspeita de vazamento de dados
    Tags:
    relatório, fake news, redes sociais, Facebook, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik