17:17 16 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Polícia reprime protesto na Nicarágua, abril de 2018.

    Brasil cobra explicações do assassinato de estudante brasileira na Nicarágua

    © AP Photo / Alfredo Zuniga
    Américas
    URL curta
    421

    Em nota divulgada nesta terça-feira (24), o governo brasileiro manifestou indignação e exigiu que autoridades nicaraguenses mobilizem todos os esforços necessários para identificar e punir os responsáveis pelo assassinato da estudante brasileira Raynéia Gabrielle Lima, na noite de segunda-feira (23).

    No texto, o governo ainda condenou "o aprofundamento da repressão, o uso desproporcional e letal da força e o emprego de grupos paramilitares em operações coordenadas pelas equipes de segurança" e repudiou a perseguição a manifestantes, estudantes e defensores dos direitos humano.

    A estudante de medicina foi morta com um tiro no peito que, segundo o reitor da Universidade Americana (UAM), Ernesto Medina, foi disparado por "um grupo de paramilitares" no sul da capital, Manágua.

    "A brasileira foi atingida por disparos em circunstâncias sobre as quais [o governo brasileiro] está buscando esclarecimentos junto ao governo nicaraguense", destacou o Itamaraty, estendendo votos de solidariedade à família da estudante.

    Tags:
    assassinato, Nicarágua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik