01:28 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Bandeira nacional de Cuba em Havana

    Cuba pede enfrentamento e unidade da esquerda na América Latina

    © flickr.com/ Chris Pawluk
    Américas
    URL curta
    550

    O segundo secretário do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, José Ramón Machado Ventura, alertou para a importância de manter a unidade do movimento da esquerda na América Latina, diante do perigo de desestabilização ameaçando a região.

    "Hoje, estamos testemunhando uma tentativa agressiva pelos principais centros de poder representativos do capital transnacional e, especialmente, o seu setor financeiro, com o objetivo de restabelecer as fórmulas neoliberais", disse o líder cubano, no encerramento da Reunião Anual XXIV do Fórum de São Paulo que se reuniu em Havana.

    Machado Ventura salientou que a tentativa de restauração vem da mão de uma direita internacional mais agressiva, consciente de que as exigências de lucros do grande capital são produzidos em um mundo mais competitivo, com outros atores globais fortalecidos e determinados a ocupar os espaços que eles reivindicam como seus.

    Ele acrescentou que isso acontece "em circunstâncias em que o seu principal local de poder, os Estados Unidos, está operando de forma perigosa, unilateral e irresponsável, pois sabe que o seu poder global está em declínio".

    O 24º Encontro do Foro de São Paulo, realizado entre domingo e hoje na capital cubana, reuniu mais de 600 delegados de América Latina, América do Norte, Europa, Ásia e África para um amplo debate sobre o papel da esquerda no continente americano. O Brasil foi representado no evento por membros do PT, PCdoB, PSOL e PDT, segundo a revista Fórum.

    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik