19:54 19 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Elon Musk (foto de arquivo)

    Musk chama de 'pedófilo' mergulhador que criticou resgate de tailandeses com submarino

    © AP Photo / Ringo H.W. Chiu
    Américas
    URL curta
    10111

    O fundador das empresas SpaceX e Tesla, Elon Musk, chamou de "pedófilo" o mergulhador britânico Vern Unsworth que criticou seus planos de criar um minissubmarino para resgatar meninos de uma caverna na Tailândia.

    Unsworth, que participou da operação de resgate, chamou no Twitter o plano de Musk de uma "manobra de publicidade" e sugeriu que o empresário "enfiasse seu submarino em um lugar mais profundo".

    Musk se envolveu na troca de insultos e respondeu ao mergulhador no Twitter afirmando que não viu este britânico quando visitou o local das buscas. 

    Ele propôs que o mergulhador "mostrasse o vídeo de resgate" da equipe, acrescentando: "Sabe de uma coisa, nem precisa mostrar o vídeo. Faremos com que um dos submarinos percorra todo o trajeto até a caverna 5 sem problemas. Desculpe, cara pedófilo, foi você quem pediu isso."

    Musk não explicou suas palavras, enquanto uma chuva de críticas caiu sobre o empresário norte-americano quase de imediato. Pouco depois, Elon Musk recuou e apagou todas as publicações relacionadas. 

    No âmbito da operação de resgate dos meninos e do técnico de futebol, que ficaram presos em uma caverna na Tailândia, o empresário norte-americano entregou aos serviços de resgate do país um minissubmarino, fruto de suas empresas Tesla e Space X.

    Entretanto, mais tarde, o chefe da operação de resgate, Narongsak Osatanakorn, comunicou que o submarino de Musk não possui qualquer utilidade prática para a terceira fase de evacuação das crianças da caverna.

    Por sua vez, Musk afirmou que Osatanakorn não era especialista na referida questão.

    Em 23 de junho, um grupo de crianças de 11 a 16 anos de idade e o técnico de futebol de 25 anos desapareceram após terem entrado nas populares cavernas Tham Luang. Devido a chuvas fortes, a água começou a se acumular rapidamente na caverna, obrigando o grupo a avançar cada vez mais na gruta até ser bloqueado a 4 quilômetros da entrada. Após quase dez dias de buscas, as crianças e o técnico foram encontrados vivos, mas exaustos. A operação de resgate demorou três dias, no dia 10 de julho o último adolescente e o técnico foram retirados da gruta.

    Mais:

    Elon Musk e sua tentativa de atrair atenção usando acidente com crianças tailandesas
    Elon Musk conta quem pode ser próximo Hitler para humanidade
    Tags:
    resgate, críticas, submarino, Elon Musk, Tailândia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik