07:45 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    001
    Nos siga no

    O Exército dos Estados Unidos revelou na segunda-feira que está procurando se afastar com seu slogan de 12 anos, "Army Strong" (Exército Forte), para criar um slogan que chame a atenção e aumente o número de recrutamentos.

    O sargento-chefe do Exército, Daniel Dailey disse a repórteres que as autoridades esperam encontrar um slogan que pode ser tão popular quanto "Seja tudo que você pode ser", de 1980 a 2001, informou a Military.com.

    "'Seja tudo que você pode ser' foi uma identidade nacional para o Exército… Até hoje é", disse Dailey. "Acho que temos que mudar nossa estratégia de marketing como um Exército e estamos analisando isso agora", disse Dailey. "Uma das principais respostas que recebemos quando perguntamos às pessoas que não têm experiência com o serviço militar [sobre como definir o Exército] é [a palavra] força, por isso sabemos que 'Exército Forte' ressoa… Mas não acho que conte a história, a história completa de ser um soldado".

    O slogan "Exército Forte" está ativo desde 2006. De acordo com o Army Times, porém, comerciais de recrutamento na TV pararam de usar o slogan em 2015, depois que pesquisas mostraram que ele não conseguiu se conectar com o público-alvo.

    O problema, disse Dailey a repórteres, é que as Forças Armadas precisam apresentar uma frase que não só prenda a atenção daqueles com idade entre 18 e 24 anos, mas também suas famílias, já que os filhos de veteranos tendem a se alistar com maior facilidade.

    "Acho que só precisamos armar os influenciadores nos Estados Unidos com as informações certas sobre o que é servir no Exército, e acho que não estamos fazendo isso", disse a autoridade.

    Dailey não especificou data sobre quando um novo slogan poderia ser produzido pelos militares.

    Tags:
    Estados Unidos, Daniel Dailey, Forças Armadas dos EUA, Exército dos EUA, Military.com, Army Times
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar