03:10 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Manifestações contra o governo de Daniel Ortega na Nicarágua.

    Protestos contra o governo na Nicarágua terminam com 7 mortos, incluindo uma criança

    © REUTERS / Oswaldo Rivas
    Américas
    URL curta
    0 0 0

    Uma nova onda de violência e repressão varreu a Nicarágua e ceifou pelo menos 7 vidas, enquanto a crítica internacional se instala contra o governo por causa de sua reação aos protestos.

    Uma criança de um ano estava entre os mortos deste sábado (23). A polícia disse que o menino foi atingido por uma bala disparada por um delinquente que tentava impedir que as autoridades limpassem as barricadas das estradas. A mãe do menino disse a uma emissora de TV que a polícia atirou em seu filho, segundo informa a agência AP.

    Os ataques em Manágua começaram na noite da sexta-feira (22), horas depois de a Comissão Interamericana de Direitos Humanos ter apresentado um relatório indicando que o governo da Nicarágua violou os direitos humanos durante protestos nos quais mais de 170 pessoas foram mortas.

    A tensão na Nicarágua cresce desde o dia 19 de abril em meio ao caos enquanto os manifestantes mantêm estradas bloqueadas e exigem que a renúncia do presidente Daniel Ortega. O governo tem reagido com forte repressãoaos protestos.

    Mais:

    Nicarágua retomará diálogo nacional para tentar pôr fim à violência
    Protestos mortais na Nicarágua: Igreja Católica e Ortega retomam diálogo
    Protestos na Nicarágua deixam 11 mortos e 80 feridos em 24h
    Presidente da Nicarágua: 'a violência irracional e diabólica explodiu em nosso país'
    Governo da Nicarágua pede que OEA investigue mortes no país
    Tags:
    protestos, AP, Comissão Interamericana de Direitos Humanos, Manágua, Nicarágua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik