18:01 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA

    Pentágono diz que Moscou 'não faz o suficiente' para combater terrorismo nas fronteiras

    © flickr.com/ Andrés Feliciano
    Américas
    URL curta
    807

    O Departamento de Defesa dos Estados Unidos criticou a Rússia por não colocar esforços suficientes para combater a radicalização e o terrorismo em suas próprias fronteiras, segundo o representante do Pentágono, o tenente coronel Kone Faulkner em entrevista à Sputnik no sábado (19).

    "Os Estados Unidos e muitos outros na região estão preocupados com a radicalização na Rússia. A Rússia critica países que ajudam o Afeganistão a combater o terrorismo, mas não está fazendo o suficiente para resolver o problema da radicalização e do recrutamento de terroristas dentro de suas próprias fronteiras", disse Faulkner.

    Faulkner se recusou a "especular" sobre o número de militantes do Daesh, grupo banido na Rússia, que estariam hoje atuando no Iraque, mas enfatizou que Washington continuará trabalhando com seus parceiros afegãos para reduzir a presença do grupo no país depois da derrota de sua rede de apoio no Iraque e na Síria.

    No início de maio, o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Oleg Syromolotov, disse que os militantes do Daesh, juntamente com os terroristas que fugiam da Síria e do Iraque, estavam reforçando suas posições no norte do Afeganistão e que a região estaria se tornando um novo reduto do terrorismo internacional. Segundo o funcionário, os terroristas no Afeganistão tentam derrubar os governos legítimos e aproveitar os territórios dos países da Ásia Central e da Rússia para criar um "quase Estado".

    Syromolotov também destacou que os militantes estavam fugindo para o Afeganistão "com um aparente apoio externo de patrocinadores, entre os quais organizações estatais e serviços de inteligência de vários países".

    Mais:

    Pentágono chama de propaganda avisos russos sobre ameaça do Daesh na Ásia Central
    Ministério Público denuncia 11 pessoas por promoção do Daesh no Brasil
    Turquia prende 54 estrangeiros suspeitos de ligação com o Daesh
    Polícia militar russa inicia patrulhamento dos bairros libertados do Daesh
    Tags:
    terrorismo, Pentágono, Oleg Syromolotov, Kone Faulkner, Síria, Iraque, Afeganistão, Rússia, EUA, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik