09:01 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Bombeiros trabalham para apagar as chamas provocadas pela queda de um Boeing 737 na área rural de Boyeros, a 20 km de Havana

    Autoridades identificam 15 vítimas do acidente aéreo em Cuba

    © REUTERS / Alexandre Meneghini
    Américas
    URL curta
    0 10

    Já foram identificadas pelo menos 15 das 110 pessoas mortas no grave acidente aéreo ocorrido na última sexta-feira em Cuba, segundo informou a imprensa local neste sábado.

    "Identificadas 15 pessoas do Boeing 737: 10 adultos e 5 crianças, [segundo] vice-ministro da Saúde, Alfredo Glez."

    Um Boeing 737-200 da companhia mexicana Damojh (Global Air) que estava a serviço da empresa Cubana de Aviación caiu na tarde de ontem minutos depois de decolar do Aeroporto Internacional José Marti, em Havana. De acordo com a mídia cubana, a aeronave levava 104 passageiros e nove tripulantes da capital para a cidade de Holguín no momento da queda, sendo 102 cidadãos cubanos, sete mexicanos, dois argentinos e dois saarauís. Apenas três pessoas sobreviveram. Elas foram levadas para o Hospital Universitário General Calixto García, visitado hoje pelo presidente Miguel Díaz-Canel.

    Também neste sábado, o ministro do Transporte de Cuba, Adel Yzquierdo, anunciou que já foi encontrada uma caixa-preta da aeronave, objeto que está em bom estado e será fundamental para ajudar os investigadores a entender os detalhes do acidente.

    "Cuba dará facilidades a especialistas estrangeiros, peritos internacionais, fabricantes estadunidenses de Boeing 737 para investigar o desastre."

    Mais:

    Embargo dos EUA pode estar relacionado com queda de avião em Cuba
    Tags:
    Boeing, Damojh, Adel Yzquierdo, Miguel Díaz-Canel, Alfredo Glez, Holguín, Havana, Cuba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik