15:36 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Presidente russo Vladimir Putin com o presidente da Venezuela Nicolás Maduro durante seu encontro em Moscou, em 4 de outubro de 2017

    Rússia considera sanções dos EUA contra a Venezuela ilegais

    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Américas
    URL curta
    460

    A Rússia acredita que as sanções dos EUA contra a Venezuela são ilegais, já que somente o Conselho de Segurança da ONU tem o direito de introduzir medidas restritivas, segundo afirmou o embaixador russo na Venezuela, Vladimir Zaemsky, à Sputnik nesta sexta-feira (18).

    "Avaliamos quaisquer sanções de acordo com princípios e consideramos ilegal o uso extraterritorial de das leis domésticas no exterior. Portanto, o fato de os Estados Unidos estarem impondo sanções contra a Rússia ou a Venezuela é ilegal", disse Zaemsky.

    O único uso legal de sanções é o aprovado pelo Conselho de Segurança da ONU, afirmou o embaixador.

    Ao mesmo tempo, como a eleição presidencial na Venezuela ocorrerá no domingo (20), a Rússia está preocupada com uma possível escalada das tensões no país latino-americano, segundo o embaixador.

    "Não podemos descartar a possibilidade de confrontos depois da eleição. Durante a eleição, os partidários da oposição, que pedem o boicote à votação, podem provocar inquietações que podem levar a confrontos com as forças de segurança", disse Zaemsky.

    A Venezuela vem lutando contra as consequências políticas e econômicas de uma queda global nos preços do petróleo e das sanções dos Estados Unidos depois que Washington impediu que seus investidores comprassem a dívida venezuelana. Os Estados Unidos também proibiram a negociação em moedas digitais venezuelanas, como o Petro.

    Mais:

    Por que para EUA não seria tão fácil 'conquistar' Venezuela?
    EUA pedem à Venezuela liberação de missionário americano preso no país
    Venezuela e Rússia assinam acordo de cooperação durante eleições
    Grupo de Lima faz 'último chamado' contra eleições na Venezuela
    Maduro declara ilha no norte da Venezuela como 1ª zona petro do país
    Tags:
    eleições venezuelanas, Conselho de Segurança da ONU, Vladimir Zaemsky, Venezuela, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar