00:54 20 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    =Nicolás Maduro, presidente da Venezuela

    Senadores dos EUA querem que Venezuela adie eleições por 6 meses

    © REUTERS / Handout via REUTERS
    Américas
    URL curta
    708

    O presidente Nicolás Maduro deve adiar as eleições locais e presidenciais na Venezuela por pelo menos 6 meses e dar a todas as partes o direito de realizar campanhas legítimas, disseram nesta terça-feira (18) os senadores dos EUA, Richard Durbin e Robert Menendez.

    "Pedimos ao presidente Maduro e seu governo que adiem a eleição por pelo menos seis meses para permitir uma campanha legítima e um processo eleitoral que atenda aos padrões internacionais estabelecidos", disse o comunicado.

    A Venezuela deve realizar eleições presidenciais e locais no próximo domingo (20). Cinco candidatos competem para se tornar o próximo presidente do país: Maduro, o líder da oposição Henri Falcon, Reinaldo Quijada, Luis Ratti e Javier Bertucci.

    Os dois senadores pediram a Maduro que assegure padrões mínimos para a realização de eleições e que liberte todos os presos políticos, incluindo o líder da oposição Leopoldo Lopez, além do cidadão americano Josh Holt.

    Durbin e Menendez também disseram que as autoridades venezuelanas deveriam garantir acesso ilimitado aos observadores internacionais durante todas as fases do processo eleitoral, assim como restabelecer a Assembleia Nacional.

    Maduro marginalizou a Assembleia Nacional, controlada pela oposição, com um plano para eleger uma comissão para reescrever a constituição do país.

    A Venezuela tem lutado contra as consequências políticas e econômicas de uma queda global nos preços do petróleo e das sanções impostas pelos Estados Unidos depois que Washington impediu que os investidores americanos comprassem a dívida venezuelana.

    Os Estados Unidos também proibiram quaisquer indivíduos ou entidades sob sua jurisdição de negociarem com as moedas digitais venezuelanas.

    Tags:
    eleições venezuelanas, Robert Menendez, Richard Durbin, Josh Holt, Leopoldo Lopez, Javier Bertucci, Luis Ratti, Reinaldo Quijada, Henri Falcon, Washington, EUA, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik