06:07 15 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Nesta foto de arquivo de 19 de novembro de 1992, a primeira-dama, Barbara Bush, cumprimenta a primeira-dama Hillary Clinton após sua chegada à Casa Branca, em Washington.

    Ex-primeira dama Barbara Bush decide abandonar tratamento médico

    © AP Photo / Ron Edmonds
    Américas
    URL curta
    411

    Barbara Bush optou por não receber tratamento curativo dos problemas de saúde que enfrenta há anos. Ela é casada com George H.W. Bush e mãe de George W. Bush.

    Através de um comunicado expedido pelo gabinete do marido, a ex-primeira-dama vai agora "concentrar-se nos cuidados de conforto", levando à especulação sobre seu legado no final da vida.

    Ex-presidente norte-americano George H. W. Bush
    © REUTERS / Kevin Lamarque/Files
    "Após uma recente série de hospitalizações, e depois de consultar sua família e médicos, a Sra. Bush, agora com 92 anos, decidiu não procurar tratamento médico adicional e se concentrará no conforto", revelou um porta-voz do escritório de seu marido. para People.com

    "Não surpreenderá aqueles que a conhecem que Barbara Bush tem sido uma rocha em face de sua falta de saúde, preocupando-se não por si mesma — graças a sua fé permanente — mas por outros. Ela está cercada por uma família que ela adora e aprecia as muitas mensagens gentis e especialmente as orações que está recebendo ", acrescentou o comunicado.

    Notória por sua lealdade à família e ao Partido Republicano que apoiou sua dinastia, a ex-primeira-dama era conhecida por ser "temida por muitos, mas respeitada por todos".

    Seu marido, agora com 93 anos, foi diagnosticado recentemente com parkinsonismo vascular e foi hospitalizado muitas vezes em 2017, combatendo bronquite e pneumonia.

    Tags:
    Partido Republicano, George W. Bush, George H.W. Bush, Barbara Bush, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik