03:49 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Boeing E-3B Awacs

    Em meio à tensão no mundo, aviões da OTAN 'pintam' objetos fálicos perto da Síria

    © AFP 2018/ PIERRE VERDY
    Américas
    URL curta
    11411

    Mais cedo, o presidente dos EUA, Donald Trump, postou uma ameaça no Twitter sobre estar planejando lançar mísseis contra a Síria como retaliação ao suposto uso de armas químicas em Douma, apelando para que "a Rússia se prepare".

    A contra do Twitter chamada CivMilAir, que se ocupa do monitoramento das deslocações de aeronaves, publicou a trajetória do avião de alerta precoce da OTAN, E3 Sentry AWACS, voando perto da fronteira do norte da Síria. O que chamou a atenção dos usuários, porém, corresponde à forma "incomum" da trajetória do avião: normalmente em círculos.

    ​Os internautas não hesitaram em fazer chacota da "arte" dos pilotos da OTAN que preferem pintar "objetos fálicos" ao efetuar reconhecimento.

    Outra aeronave de reconhecimento, Boeing P-8 Poseidon, foi flagrada por radares da mesma conta do Twitter ao voar acima da costa síria, onde estão situadas a base russa de Hmeymim e a base no porto de Tartus.

    O avião saiu da base de Sigonella, na Sicília, em 11 de abril, passando várias horas circulando a 6,8 km de altitude, acima das águas internacionais no Mediterrâneo perto da costa síria, nada mais nada menos do que a 50 km de distância das bases russas.

    Os EUA acusaram o governo sírio de Bashar Assad de ter efetuado um ataque químico em Douma. Damasco, por sua vez, refutou as acusações, relembrando que todo seu arsenal tinha sido destruído de acordo com a Convenção sobre Armas Químicas.

    Mais:

    Lobisomens americanos: como Força Aérea dos EUA imita agressão dos pilotos russos
    'Queria voar em algo assim': pilotos dos EUA revelam como se encontraram com OVNI (VÍDEO)
    Tags:
    aviação militar, P-8A Poseidon, OTAN, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik