05:50 20 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Joaquín Guzmán, “El Chapo”, quando foi preso em fevereiro de 2014.

    Exército do México mata chefe de segurança da família de 'El Chapo'

    © REUTERS / Henry Romero
    Américas
    URL curta
    130

    Tropas do Exército Mexicano e policiais mataram o chefe da segurança da família do narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán.

    O Ministério da Defesa afirmou por meio de nota que um tiroteio aconteceu após as tropas invadirem um prédio em Culiacán, capital do estado de Sinaloa — sede do cartel de El Chapo.

    A troca de tiros matou duas pessoas e outras três foram presas, incluindo duas que ficaram feridas, segundo o comunicado.

    Uma das vítimas foi identificada como Luis Alfonso "N".

    Uma fonte do governo, falando sob anonimato, disse que a pessoa em questão era Luis Alfonso Murillo Acosta, chefe de segurança da família de El Chapo e pistoleiro do clã.

    Murillo Acosta é acusado de coordenar um ataque em setembro de 2016 que matou cinco soldados e deixou 12 feridos.

    El Chapo, 60, era um dos narcotraficantes mais poderosos do mundo.

    Mas seu reinado foi interrompido em janeiro de 2017 ao ser extraditado para os Estados Unidos após uma longa novela com as autoridades locais. Ele já havia sido detido duas vezes — e também havia escapado das prisões mexicanas por duas vezes. 

    Guzmán, que está sendo mantido em prisão solitária em Nova York, disse a um juiz no início deste mês que está com dificuldades para pagar seus advogados.

    Ele é acusado de levar mais de mais de 200 toneladas de cocaína para os Estados Unidos.

    Mais:

    Tiroteio na maior universidade do México deixa 2 mortos
    Indústrias tiram água do povo no México; qual será o resultado?
    'Manhattan' antiga é descoberta no México (FOTO)
    Trump e Nieto se desentendem e visita oficial é cancelada
    Tags:
    Joaquín Guzmán, Estados Unidos, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik