22:22 23 Junho 2018
Ouvir Rádio
    An Oxfam shop is seen, in London, Britain

    Após 7 anos, ONG publica relatório sobre escândalo sexual de seus funcionários no Haiti

    © REUTERS / Peter Nicholls
    Américas
    URL curta
    0 20

    A instituição de caridade do Reino Unido, Oxfam, divulgou nesta segunda-feira (19) o relatório de sua investigação de 2011 acerca de um escândalo sexual envolvendo seus funcionários no Haiti.

    O escândalo em torno da organização provocou indignação pública, principalmente devido ao fato de a Oxfam ter conduzido uma investigação interna sobre o assunto e decidir não divulgar os resultados, deixando que seus funcionários deixassem a empresa voluntariamente em 2011.

    "Uma cópia completa do relatório interno final da Oxfam sobre as alegações de má conduta sexual e outros comportamentos inaceitáveis durante a resposta humanitária da Oxfam ao terremoto do Haiti, em 2010, foi divulgada hoje. […] A Oxfam publica o relatório, escrito em 2011, para ser o mais transparente possível sobre as decisões tomadas durante a investigação e em reconhecimento da violação de confiança causada", afirma o comunicado.

    No início deste mês, o The Times relatou, citando suas fontes, que vários trabalhadores da Oxfam passaram algum tempo em suas residências oficiais no Haiti com prostitutas. 

    A organização publicou também publicou um comunicado em sua página oficial condenando o comportamento de seus funcionários e mostrando um plano de ação para contornar o problema.

    "Estamos profundamente chocados e consternados por essas revelações. Compartilhamos com vocês a profunda repulsa sobre este comportamento inaceitável de alguns homens privilegiados que tiveram a oportunidade de servir a Oxfam e abusaram das mesmas pessoas que deveriam proteger", diz o comunicado.

    Em 11 de fevereiro, a instituição de caridade foi atingida com acusações semelhantes dizendo que funcionários da Oxfam pagaram mulheres por sexo no Chade, em 2006.

    Na semana passada, o vice-presidente executivo da Oxfam, Penny Lawrence, renunciou ao cargo devido ao escândalo.

    Mais:

    Presidente do Haiti diz que caso de escândalo sexual envolvendo ONG é a 'ponta do iceberg'
    Escândalo: funcionários de ONG fizeram orgias com prostitutas durante crise no Haiti
    Protesto contra Trump fecha embaixada dos EUA no Haiti
    Trump sobre Haiti e África: 'Por que estamos recebendo imigrantes destes países de m*rda?'
    Elogiado por ação no Haiti, Brasil pode enviar forças de paz à República Centro-Africana
    Tags:
    escândalo sexual, escândalo sexual Oxfam, The Times, Oxfam, Penny Lawrence, Chade, Haiti, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik