10:09 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Submarino norte-americano USS Michigan da classe Ohio

    Pentágono mente sobre submarinos de nova geração?

    © AP Photo/ Jun Dumaguing
    Américas
    URL curta
    794

    O órgão responsável pela auditoria, avaliações e investigações do Congresso dos Estados Unidos (Government Accountability Office, GAO) declarou que o Pentágono subestimou os riscos ligados às tecnologias usadas nos submarinos de nova geração da classe Columbia, o que foi negado pela instituição militar, comunica o portal Warrior Maven.

    Nota-se que o GAO publicou o relatório em que põe em dúvida as declarações do Pentágono sobre as características técnicas dos submarinos desta classe, bem como o custo da sua produção e prazos da sua entrada em serviço. Em particular, o GAO tem dúvidas de que o novo navio seja "bastante maduro" tecnologicamente e possa corresponder aos padrões técnicos e científicos.

    "Atualmente não se sabe se eles [os submarinos] vão funcionar como o previsto, se estão atrasados [no seu desenvolvimento] ou se irão custar mais do que o esperado", indica o documento.

    O Pentágono respondeu às reclamações do GAO, declarando que a Marinha dos EUA controla as despesas do programa Columbia, o calendário da sua implementação e as características dos submarinos, incluindo os riscos ligados a seu funcionamento.

    "O programa dos submarinos da classe Columbia é capaz de demonstrar as capacidades técnicas necessárias a um preço acessível e em correspondência com as necessidades estratégicas", declarou o representante do comando dos sistemas marítimos da Marinha norte-americana, William Couch.

    Estes submarinos vão substituir os da classe Ohio. De acordo com as características declaradas, seu comprimento será de cerca de 170 metros. Os submarinos deverão ser equipados com 16 mísseis balísticos de três etapas Trident II em tubos de lançamento verticais.

    No total, os EUA panejam construir 12 submarinos da classe Columbia, e o primeiro deve ser produzido já em 2028. Planeja-se que os submarinos ficarão em serviço até os anos 2080.

    Mais:

    Ministério da Defesa russo: posição do Pentágono sobre drones de terroristas é preocupante
    Pentágono: o papel e o contingente de militares dos EUA na Ucrânia será o mesmo em 2018
    Pentágono ainda tenta dissuadir Turquia da compra de sistemas antiaéreos S-400 russos
    Tags:
    mísseis balísticos, submarino, Trident, Ohio, Marinha dos EUA, Pentágono, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar