11:27 25 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 30
    Nos siga no

    O Exército de Libertação Nacional (ELN) da Colômbia assegurou que cumpriu com o cessar-fogo pactuado com o governo colombiano e pediu para que as negociações de paz continuem.

    A declaração vem logo após declarações do governo nesta quarta-feira (10) acusando o grupo rebelde de não ter cumprido com o acordo e que por esta razão as negociações seriam suspensas.

    "Os incidentes de hoje no leste colombiano ocorreram em meio a uma complexa situação de conflito que o país sofre, mas, apesar deles, não se deve alterar o curso das conversas para que se alcance uma saída política do conflito", afirmou o ELN em uma declaração publicada em sua página na internet.

    O representante da guerrilha nas negociações, Pablo Beltrán, também afirmou nesta quarta-feira (10) que se o governo de Juan Manuel Santos não responder prontamente a questão para solucionar a crise, o ELN irá se retirar das negociações de paz.

    "Esperamos uma resposta imediata do governo para solucionar a crise, se não houver uma resposta imediata, a delegação do ELN deixará [as negociações]", afirmou o ELN por meio de sua conta no Twitter.

    Mais:

    Rebeldes do ELN iniciam 5ª rodada de negociações de paz
    Colômbia: ELN encerra cessar-fogo hoje, mas quer estender acordo
    Guerrilheiros da ELN matam russo sequestrado na Colômbia
    Tags:
    negociações de paz, Pablo Beltrán, Juan Manuel Santos, Colômbia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar