15:28 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, com uma cópia da Constituição

    Brasileiro preso na Venezuela acusado de conspirar com a CIA publica relato

    © REUTERS / Palácio de Miraflores
    Américas
    URL curta
    21413

    Após ficar 10 dias detidos na Venezuela e ser acusado de conspirar com a CIA contra o presidente Nicolás Maduro, o brasileiro Jonatan Moisés Diniz publicou seu relato sobre o ocorrido nas redes sociais.

    O designer gráfico de 31 anos afirmou ter morado na Venezuela entre maio e agosto de 2017 para saber "o que é verdade e o que é mentira". Neste período, ele afirma ter participado de protestos contra o Governo: "odiei muito Maduro nesse tempo por todas as bombas [sic] lacrimógenas que tive que respirar e sim, vi muita barbaridade tanto de um lado quanto do outro".

    À época, o país latino enfrentava uma série de protestos contra a convocação da eleição da Assembleia Nacional Constituinte que deixaram mais de 100 mortos.

    Ele afirma ter resolvido voltar à Caracas para doar a maior parte de seu dinheiro para crianças que passavam fome. "Eu não sou lado A nem lado B… Eu só não quero ver crianças morrerem por nossa culpa, por o que nós adultos criamos na Terra, e sim! Criamos um inferno para muitas almas".

    Diniz não forneceu mais detalhes sobre sua detenção e afirmou que pretende manter em sigilo seu paradeiro.

    Confira o relato de Diniz na íntegra:

    Mais:

    Venezuela adverte que sanções dos EUA não intimidarão militares
    Bruxo mexicano prediz 'magnicídio' no Brasil e Venezuela
    Começou a festa! Venezuela lança criptomoeda nacional garantida por petróleo
    Como Portugal deixou Venezuela sem pernil de porco no Natal
    Venezuela confirma prisão de brasileiro acusado de atividades contra Maduro
    EUA ampliam sanções contra a Venezuela
    Incêndio na Venezuela atinge uma das maiores refinarias de petróleo do mundo (VÍDEO)
    Tags:
    Nicolás Maduro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik