10:14 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Donald Trump, presidente dos EUA

    Trump assegura ter salvado o Natal (FOTO)

    © REUTERS / Kevin Lamarque
    Américas
    URL curta
    1057

    O presidente dos EUA, Donald Trump, declarou ter salvado a celebração natalina dos partidários da correção política, segundo ele escreveu em seu Twitter na véspera de Natal.

    As pessoas voltam a dizer orgulhosamente: "Feliz Natal!". Orgulho-me de ter liderado a ofensiva aos ataques contra essa amada e bela tradição. Feliz Natal!!!!!

    Essa mensagem foi publicada em meio à ausência do uso desta frase em várias mídias e algumas empresas. Segundo destaca o presidente estadunidense, elas evitam mencionar a festa do Natal e não usam sua simbologia para promover suas marcas.

    De acordo com Donald Trump, trata-se de um ataque intencional contra os valores tradicionais do povo estadunidense.

    No entanto, os oponentes de Donald Trump defendem que nem todos os norte-americanos festejam o Natal.

    Em dezembro e no início de janeiro são também comemoradas as festas de outras religiões, como, por exemplo, a Chanucá judaica, ou festas civis, como o Ano Novo.

    Ao mesmo tempo, o presidente dos EUA recebeu numerosas críticas por ter publicado nesse domingo (24) em seu Twitter outra mensagem, retweetando uma imagem publicada por um dos seus seguidores.

    ​A imagem mostra um homem com o rosto de Donald Trump que tem na sola do sapato um logotipo do canal CNN coberto por sangue.

    A Bolsa de Valores está estabelecendo recorde após recorde, enquanto o desemprego está no nível mais baixo dos últimos 17 anos. Tantas coisas foram alcançadas pela Administração Trump, talvez mais [coisas] do que qualquer outro presidente no seu primeiro ano [de posse]. É lamentável que [os avanços] nunca sejam reportados corretamente pela Mídia de notícias falsas!

    Obrigado, presidente Trump!

    Nessa conexão, o apresentador de rádio e congressista republicano do Illinois, Joe Walsh, criticou que Trump retweetou essa mensagem na noite de Natal: "Senhor presidente, largue seu celular. É festa de Natal. Deixe de atacar as pessoas no Twitter".

    Mais:

    Trump vai investigar se Obama ignorou tráfico de drogas do Hezbollah por acordo com o Irã
    Qual seria desculpa de Trump para parar de ajudar países-membros da ONU?
    Senador ironiza Trump: Votação na ONU sobre Jerusalém mostra uma 'América sozinha'
    Nova estratégia de Trump: 'não deu com Coreia do Norte, mas venceremos Rússia e China'
    Trump: EUA não têm 'escolha' senão lidar com a Coreia do Norte
    Tags:
    papai noel, salvador, administração, mídia, Natal, Twitter, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar