05:09 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    012
    Nos siga no

    O plano de modernização nuclear de US $ 1,7 trilhão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reduzirá desnecessariamente o financiamento para as forças convencionais, disseram dois senadores democratas em uma carta à administração nesta quinta-feira.

    "O Escritório de Orçamento do Congresso (CBO) deixa claro que o atual plano de modernização nuclear da administração é inacessível e reduzirá nossa capacidade de fazer investimentos necessários em nossas capacidades convencionais", disseram os senadores Dianne Feinstein e Edward Markey, em uma carta a Trump, para a Defesa e para secretários de energia.

    O CBO informou anteriormente que o plano da administração custará US$ 1,7 trilhão nos próximos 30 anos.

    Os senadores pediram a Trump que anote as opções de economia de custos que o relatório da CBO oferece em vez da modernização total da tríade nuclear dos EUA.

    A pressão pelo aumento orçamentário para assuntos militares partiu da Casa Branca e foi uma das promessas de Trump ao longo de sua campanha.

    As provocações da Coreia do Norte, os embates com o Irã e as operações de apoio na Síria e no Afeganistão só acirraram a ideia de que Washington deve direcionar grandes somas às Forças Armadas do país.

    Mais:

    Analista: Trump arruína todos os avanços na questão da Coreia do Norte
    Trump compartilha vídeos de ataques contra muçulmanos e causa revolta no Twitter (FOTOS)
    Trump pede que Xi Jinping use 'todos os recursos possíveis' contra Coreia do Norte
    Tags:
    Estados Unidos, Donald Trump, Edward Markey, Dianne Feinstein, Escritório de Orçamento do Congresso dos EUA (CBO), armas nucleares, segurança, defesa, armamentos pesados
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar