17:54 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Exército na Rocinha

    Turista espanhola é morta a tiros em novo capítulo da violência na Rocinha

    © Foto : Tânia Rêgo/Agência Brasil/ Fotos Públicas
    Américas
    URL curta
    Bastidores da violência na cidade maravilhosa (6)
    5 0 0

    Uma turista espanhola foi atingida por um tiro e morreu na manhã desta segunda-feira, na comunidade da Rocinha, na zona sul do Rio de Janeiro. Ela é a mais recente vítima dos tiroteios quase diários que dominam a favela há semanas.

    Segundo informações da Polícia Militar, reproduzidas pelo jornal Extra, a mulher (identificada como Maria Esperanza Ruiz Jimenes, de 67 anos) integrava um grupo de cinco turistas que, contrariando as ordens policiais, seguiu na Rocinha e, ao adentrar a comunidade, a vítima acabou baleada e não resistiu.

    O grupo – que contava com um guia, um italiano e três espanhóis – transitava pela Estrada da Gávea, enquanto acontecia um intenso tiroteio na comunidade entre policiais e traficantes.

    Durante o confronto, dois policiais militares e um suspeito também foram baleados. Os três foram levados para o hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, mesma instituição onde a vítima espanhola foi levada, morrendo logo ao dar entrada.

    O Rio vem testemunhando uma série de tiroteios nas últimas semanas. Segundo o aplicativo Onde Tem Tiroteio, a cada dia são registrados 14 tiroteios no estado, em média, o que praticamente indica uma troca de tiros a cada duas horas.

    Tema:
    Bastidores da violência na cidade maravilhosa (6)

    Mais:

    'Guerra' na Rocinha: há solução contra a violência dos traficantes no Rio?
    Disque-denúncia oferece R$ 50 mil por informações sobre líder do tráfico na Rocinha
    Forças Armadas voltam à Rocinha
    Tags:
    tráfico de drogas, violência, narcotráfico, tiroteio, confrontos, Polícia Militar, Maria Esperanza Ruiz Jimenes, Rocinha, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik