00:47 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Agência de notícias Sputnik

    FBI interroga ex-funcionário da Sputnik e examina e-mails da agência

    © Sputnik/ Aleksei Filippov
    Américas
    URL curta
    258282

    O portal Yahoo News, citando fontes anônimas, informou que o Departamento Federal de Investigação dos EUA interrogou o ex-funcionário da Sputnik, Andrew Feinberg, no quadro da investigação de informações sobre a agência alegadamente agir como órgão de propaganda russa, violando a lei norte-americana sobre agentes estrangeiros.

    Além disso, o portal afirma que, o FBI obteve acesso aos e-mails da Sputnik entre Feinberg e outro ex-funcionário do escritório da agência em Washington, Joseph John Fionda.

    O FBI ainda não respondeu à solicitação oficial quanto à realização ou não de investigação contra a agência, comunicou o redator-chefe da redação da Sputnik Internacional em Washington, Mindiya Gavasheli.

    Segundo ele, "a solicitação foi enviada no sábado ao Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos, pedindo para confirmar ou desmentir as informações de que contra a Sputnik está sendo realizada uma investigação".

    Gavasheli esclarece que no pedido está escrita sua prontidão para responder a qualquer pergunta, caso seja necessário.

    "A resposta ainda não chegou. Infelizmente, as informações da mídia sobre uma investigação contra nós não surpreendem, pois nos EUA foi criado um ambiente de histeria sobre tudo que esteja relacionado à Rússia […] Somos jornalistas, quase todos que trabalham na Sputnik Internacional [redação em Washington] são norte-americanos. Acredito que qualquer suposição sobre estarmos fazendo algo não jornalístico é mentira e invenção", ressaltou Gavasheli.

    Mais:

    Sputnik divulga vídeos de avanços do exército sírio contra terroristas no deserto
    Sputnik esclarece mitos e realidades sobre os OVNIs
    Entidade financiada pelo governo americano lança portal para 'vigiar' a Sputnik
    Tags:
    russofobia, investigação, FBI, Sputnik, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik