04:30 21 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Ernesto Che Guevara

    Jornal faz campanha para 'se livrar' de estátua de Che Guevara na Argentina

    © Foto : Cortesía de la Embajada de la República de Cuba en Rusia
    Américas
    URL curta
    1834

    O jornal argentino La Nación difundiu uma campanha para que “o legado do comunismo” não seja homenageado no país latino-americano. Uma das iniciativas envolve remover uma estátua de Ernesto ‘Che’ Guevara da cidade de Rosário, onde um dos líderes da Revolução Cubana nasceu.

    Uma petição online arregimentou milhares de assinaturas favoráveis em algumas horas, depois de ter sido difundida por vários veículos da imprensa argentina, incluindo o La Nación.

    “O legado assassino do comunista e esta figura não merece homenagens estatais de cunho partidário-ideológico financiadas pelos impostos de todos os cidadãos”, diz parte do texto publicado para divulgar a petição contra os monumento de Che.

    De acordo com Franco Martín López, um dos diretores da ONG Fundação Bases – responsável pela petição –, “há hoje uma abertura para ideias mais liberais” e a intenção da iniciativa é “colocar o tema [comunismo] em debate”.

    “Queremos incluir e difundir dados sobre Che que as pessoas não sabem. Há uma imagem mítica construída ao redor de Guevara, baseada na desinformação. Se desconhece o seu legado verdadeiro”, disse López ao La Nación.

    Ernesto Che Guevara
    © Foto : Cortesía de la Embajada de la República de Cuba en Rusia

    Em Rosário, há vários monumentos em homenagem a Che, como uma placa na casa onde nasceu, um mural no espaço cultural da praça da Cooperação, um ponto turístico em sua memória, e uma parte da estrada que liga a cidade até Córdoba, além de uma estátua inaugurada em 2008, quando se celebrou os 80 anos do seu nascimento.

    Ouvido pelo RT, o escultor Andrés Zerneri criticou a iniciativa e o próprio jornal por divulgá-la. Para o artista, é uma forma da publicação dizer o que pensa para reproduzir “o próprio discurso”. Segundo ele, é equivocado dizer que os cofres públicos bancaram a estátua de Che.

    Zerneci explicou que doações de 15 mil pessoas financiaram, “de forma legítima”, o monumento em homenagem ao guerrilheiro argentino, um dos aliados de Fidel Castro na campanha que levou à Revolução Cubana.

    Até o momento as autoridades de Rosário não se posicionaram sobre a retirada ou não das homenagens a Che na cidade.

    Mais:

    Vida e morte de Che Guevara aos olhos do irmão mais novo (EXCLUSIVO)
    Em visita histórica, Obama pede pra ser fotografado com monumento a Che Guevara
    Imagens de Che Guevara são proibidas em campanhas políticas na Rússia
    Ex-agente da CIA: "Queríamos cortar a cabeça de Che Guevara"
    Tags:
    política, liberalismo, Revolução Cubana, comunismo, La Nación, Andrés Zerneri, Fidel Castro, Che Guevara, Cuba, Rosário, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar