03:44 24 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    O assessor sênior da Casa Branca, Jared Kushner, se senta ao lado do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e do secretário de Comércio, Wilbur Ross, quando se preparam para se reunir com o rei saudita Abdullah bin Abdul Aziz Al-Saud e a delegação saudita.

    CNN acusa genro de Trump de usar o cargo oficial para promover os negócios da família

    © REUTERS. Jonathan Ernst
    Américas
    URL curta
    232001

    A emissora CNN acusou Jared Kushner, genro e conselheiro do presidente dos EUA, de usar o seu cargo oficial para promover os negócios da família.

    Kushner desempenha um importante papel na administração de Trump. Ele é casado com a filha do presidente, Ivanka Trump. 

    A acusação da CNN se fundamenta no fato das empresas da família de Kushner continuarem a citar o seu nome em propagandas, voltadas para o público chinês. A família do genro do presidente atua no ramo de construção e de imobiliárias. O grupo de empresas, das quais Kushner é sócio, já precisou se desculpar no passado por continuar a usar o seu nome em material de divulgação.

    Segundo a CNN, empresas ligadas ao Kushner celebravam na internet o fato "desse rapaz ter conseguido eleger o Trump".

    Em outras ocasiões, Kushner já foi acusado pelo fato de suas empresas terem oferecido ao chineses investir 500 mil dólares em imóveis em construção, para poder aproveitar o programa norte-americano de vistos aos investidores. Esse programa nacional prevê a emissão de 10 mil vistos por ano, àqueles que investiram elevadas somas no país.

    Kushner, por enquanto, não reagiu às novas acusações.

    Mais:

    Trump defende genro Kushner de suspeitas de ligações com a Rússia
    Mídia americana acusa genro de Trump de criar 'canal secreto' de comunicação com a Rússia
    Ligações Perigosas: genro de Trump é parceiro de negócios de Soros
    Tags:
    acusações, CNN, Jared Kushner, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik