08:19 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Michel Temer, em foto de novembro de 2016

    Temer instala aparelho antigrampo em seu gabinete

    © REUTERS/ Ueslei Marcelino
    Américas
    URL curta
    2148918

    O presidente Michel Temer (PMDB) está mais preocupado com sua privacidade. Já não é mais possível grampear o presidente em seu gabinete, já que agora o local conta com um "misturador de voz" instalado pelo GSI (Gabinete de Segurança Institucional). O aparelho inutiliza gravadores de áudio ao emitir sinais sonoros que interferem na gravação.

    As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

    O aparelho também está sendo instalado em gabinetes de ministros e está sendo estudada a possibilidade de também utilizá-lo no Palácio do Jaburu — a residência oficial do vice-presidente da República que Temer adotou como lar. 

    Foi justamente no Jaburu que o peemedebista foi gravado pelo empresário Joesley Batista, da JBS. O teor da conversa resultou em uma denúncia de corrupção passiva da Procuradoria-Geral da República. 

    Esta não é a primeira medida de segurança adotada por Temer após ser grampeado. Em maio, o presidente passou a utilizar um telefone criptografado — uma tecnologia que protege a comunicação entre duas partes e impede que uma terceira parte tenha acesso à troca de informações.

    Mais:

    Temer celebra reforma trabalhista e ignora denúncia em pronunciamento (VÍDEO)
    Deputados que votaram pelo arquivamento de ação contra Temer levaram R$ 134 milhões
    Crise? Governo Temer mantém pouco mais de um Maracanã de comissionados, diz ONG
    Venezuela: Temer conversa com Leopoldo López e pede 'restabelecimento da democracia'
    CCJ da Câmara aprova relatório que pede arquivamento de denúncia contra Temer
    Temer sanciona reforma trabalhista: 'a caravana está passando'
    Tags:
    JBS, Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Joesley Batista, Michel Temer
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik