02:44 19 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Ivanka Trump assume assento dos Estados Unidos durante o G20

    Ivanka Trump assume cadeira do pai no G20 e causa (mais uma) polêmica

    © REUTERS / Ludovic Marin/POOL
    Américas
    URL curta
    761

    O presidente norte-americano Donald Trump não é um homem dado a formalidades de protocolo e seu jeito causa burburinho nas rodas diplomáticas. A mais nova polêmica da vez foi se ausentar de uma reunião no G20 com a primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May e com o presidente chinês, Xi Jinping e ceder a cadeira à filha Ivanka.

    Ivanka Trump é oficialmente conselheira da Casa Branca e foi fotografada aos líderes da China e do Reino Unido. Ela fazia parte da comitiva americana ao lado do secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, preterido para substituir Trump por se tratar de uma reunião sobre desenvolvimento da África. 

    Ivanka Trump, filha do presidente Donald Trump
    © AP Photo / Evan Vucci
    A imagem da filha de Donald Trump circulou no Twitter e foi vista como desrespeito pelos internautas. "Caso um membro de seu gabinete estivesse presente, era ele quem deveria representar os EUA", afirmou o senador democrata Chris Coons, membro do comitê de Relações Exteriores do Senado. "O assento de Trump é dos EUA, não de sua família".

    ​A chanceler da Alemanha, porém, saiu em defesa de Ivanka ao afirmar que "quando o presidente precisa se ausentar, é normal que outros membros da delegação assumam momentaneamente o posto. E Ivanka era parte da comitiva".

    Tags:
    Comitê de Relações Exteriores do Senado dos EUA, Ivanka Trump, Steven Mnuchin, Chris Coons, Theresa May, Donald Trump, Xi Jinping, Angela Merkel, Estados Unidos, África, Reino Unido, Alemanha, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik