17:44 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    920
    Nos siga no

    Um trabalhador da empresa de defesa dos Estados Unidos se declarou confessou em juízo ter tentado vender segredos de satélites para um agente secreto do FBI que fingia ser um espião russo, disse o Departamento de Justiça em um comunicado à imprensa.

    "Gregory Allen Justice, 49, de Culver City, Califórnia, se declarou culpado de acusações federais de uma acusação de tentar cometer espionagem econômica e da tentativa de violar a Lei de Controle de Exportação de Armas", disse o comunicado nessa segunda-feira.

    Justice trabalhou em programas militares e comerciais de satélite para um empreiteiro de defesa com autorização secreta. Em troca de milhares de dólares em pagamentos em dinheiro, Justice roubou segredos comerciais de seu empregador e os entregou ao agente do FBI pensando se tratar de um agente russo.

    Ele pode enfrentar até 35 anos de prisão. A sentença vai ser anunciada dia 18 de setembro.

    Mais:

    Português é preso na Itália tentando vender segredos de Estado a espião russo
    Embaixada da Rússia não comenta detenção de espião em Roma
    Ministério da Defesa russo: Avião espião dos EUA foi ameaça real
    Tags:
    Lei de Controle de Exportação de Armas, Departamento de Justiça dos Estados Unidos, FBI, Gregory Allen Justice, Culver City, Estados Unidos, Califórnia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar