05:43 26 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1 0 0
    Nos siga no

    O presidente Donald Trump disse neste sábado (13) que “nós podemos tomar uma decisão rápido” sobre o próximo diretor do FBI, possivelmente até o final da próxima semana. Entre os cotados para o cargo está uma antiga funcionária do Departamento de Justiça no governo de George W. Bush.

    Quatro candidatos têm entrevistas neste sábado com o Procurador-Geral Jeff Sessions e seu vice, Rod Rosenstein, na sede do Departamento de Justiça. Há cerca de uma dúzia de candidatos que Trump está considerando, um grupo que inclui vários legisladores, advogados e autoridades policiais.

    "Eu acho que o processo vai ser rápido, quase todos eles são bem conhecidos", disse Trump a bordo do avião que o levou a Lynchburg, Virginia, para discursar na Liberty University. "Eles tiveram sua vida essencialmente analisada, mas são muito bem conhecidos, altamente respeitados, pessoas realmente talentosas e é isso que queremos para o FBI".

    Segundo fontes anônimas contactadas pela Associated Press, a primeira candidata entrevista foi Alice Fisher, uma alta funcionária do Departamento de Justiça no governo de George W. Bush. Ela saiu após cerca de uma hora e meia dentro do prédio e se recusou a falar com a imprensa. Há, ainda, expectativas de entrevistas com o diretor interino FBI, Andrew McCabe, o juiz de Nova York Michael J. Garcia e o senador republicano do Texas John Cornyn.

    O FBI nunca foi dirigido por uma mulher.

    Mais:

    Senado dos EUA: 'não há provas' de conluio de Trump com a Rússia
    Se você se preocupa com mudanças climáticas, Donald Trump não é seu único inimigo
    Trump diz que 'fará frente à conduta destrutiva' da Rússia na Síria e Ucrânia
    Putin e Trump podem se encontrar em julho na Alemanha, diz assessor do Kremlin
    Tags:
    FBI, Michael J. Garcia, Alice Fisher, John Cornyn, Andrew McCabe, Rod Rosenstein, Jeff Sessions, Donald Trump, George W. Bush, James Comey
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar