15:48 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    O presidente dos EUA, Donald Trump, conversa com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, durante uma reunião na Casa Branca em Washington

    A Macri, Trump chama Venezuela de 'desastre'

    © REUTERS/ Carlos Barria
    Américas
    URL curta
    1282769

    O presidente americano comentou a situação do país governado por Nicolás Maduro durante a visita do presidente argentino, Maurício Macri, à Casa Branca. Esta não é a primeira vez que o republicano fala sobre a Venezuela, com quem tem uma relação complicada desde o início do governo.

    Trump declarou estar "muito triste" com a situação do país e que espera o "desenrolar da crise". As declarações de Trump repercutem a decisão do governo da Venezuela em iniciar o processo de retirada da Organização dos Estados Americanos (OEA), em meio a uma onda de protestos que já deixou quase 30 mortos em menos de um mês.

    A relação complicada começou ainda na campanha, com comentários ácidos do republicano quanto ao governo venezuelano, e se agravou quando Maduro pediu que Trump revogasse um decreto assinado por Barack Obama, que considera o país sul-americano uma ameaça à sua segurança. A possibilidade não foi sequer considerada dentro da Casa Branca.

    Posteriormente, Trump pediu, logo nos primeiros dias de governo, que Maduro libertasse "o preso político Leopoldo Lopez", opositor político aos chavistas e coordenador nacional do partido Vontade do Povo e preso desde fevereiro de 2014. Já na semana passada, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, declarou que o republicano estava "preocupado" com a situação venezuelana.

    Mais:

    Presidente da Colômbia: 'Revolução Bolivariana na Venezuela fracassou'
    Bandos armados invadem maternidade na Venezuela
    'Há um golpe de Estado em pleno andamento na Venezuela'
    Venezuela: cansaço político augura possível golpe militar
    Tags:
    Vontade do Povo, Departamento de Estado dos EUA, Casa Branca, Organização dos Estados Americanos (OEA), Rex Tillerson, Maurício Macri, Leopoldo Lopez, Donald Trump, Nicolás Maduro, Barack Obama, Estados Unidos, Venezuela, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik