10:12 19 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Frames de vídeo de Steve Stephens, o homem de Cleveland, Ohio, que filmou o assassinato que cometeu contra um homem de 74 anos, Robert Godwin, Sr.

    Suspeito de homicídio postado no Facebook está morto, diz polícia dos EUA

    © REUTERS
    Américas
    URL curta
    5111314

    O homem suspeito de ter cometido um homicídio e ter postado o vídeo do crime no Facebook está morto, segundo informou nesta terça-feira a polícia do estado americano da Pensilvânia.

    De acordo com a polícia do condado de Erie, Steve Stephens, de 37 anos, cometeu suicídio depois de ter sido encontrado e perseguido brevemente pelas autoridades.

    O suspeito era procurado por todos os Estados Unidos a pedido do FBI após ter matado um idoso em Cleveland, no estado de Ohio, no último domingo. Stephens ainda publicou um vídeo do crime pelo Facebook.

    As buscas pelo suspeito ocorriam por pelo menos quatro estados e Stephens era descrito como um fugitivo “armado e perigoso”. Localizado nesta terça-feira em um veículo Ford Fusion branco, ele tentou fugir da polícia e antes de ser preso atirou contra si.

    O crime

    No domingo, Stephens publicou um vídeo em sua conta pessoal no Facebook, acompanhado da frase ‘Easter day slaughter’ (‘O massacre do dia de Páscoa’), no qual ele aparecia cercando Robert Godwin, de 74 anos, em um bairro de Cleveland. Após um breve diálogo, ele atira contra o idoso, que não resistiu e morreu.

    Na gravação, Stephens dizia ter cometido “múltiplos assassinatos” e lançava uma ameaça: “vou seguir matando até que me impeçam”. Está foi uma das razões para ele ter ido para na lista dos mais procurados do FBI horas depois.

    Mais:

    Serial killer on-line? Polícia americana caça usuário do Facebook que postou assassinato
    Tags:
    perseguição, Steve Stephens, Estados Unidos, Pensilvânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik