18:31 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Lider do movimento Yes California Louis Marinelli

    Líder do movimento de separação da Califórnia decide se mudar para Rússia

    © Foto: Facebook account of Louis J. Marinelli
    Américas
    URL curta
    121785120

    Luis Marinelli, líder do "Yes California", em outras palavras, do movimento de separação do estado da Califórnia dos EUA – Calexit, decidiu restituir a petição e declarou que planeja se mudar para a Rússia, segundo o portal de notícias Business Insider.

    "Eu encontrei na Rússia uma nova felicidade, uma vida tranquila sem preocupações e indignação… Por isso, se os habitantes da Rússia puderem me receber como habitante permanente, eu gostaria de fazer da Rússia a minha nova casa", escreveu Marinelli em sua declaração, citada pelo Business Insider.

    Ele informou que restitui a petição por não planejar voltar para a Califórnia no futuro. Marinelli adicionou também que ainda apoia a ideia de separação do estado dos EUA e não é contra caso alguém organize uma nova petição.

    Anteriormente, foi informado que os participantes do movimento Yes California receberam a permissão do governo para começar a coleta de assinaturas para realização de um referendo para alterar a constituição. Como declarou o vice-presidente e cofundador do movimento, Ruiz Evans, a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais dos EUA se tornou a razão para o pedido de separação do estado.

    De acordo com o interrogatório sociológico, efeituado em fevereiro deste ano pela organização Rasmussen Reports, mais que 30% dos americanos não são contra a separação da Califórnia do país. 18% dos interrogados avaliam este passo positivamente, 60% veem na eventual separação consequências negativas para o país. Mais de 13% opinam que o Calexit não acarretará em nada. Faz saber que 41% dos adeptos da separação da Califórnia são do partido republicano.

    Mais:

    Calexit, projeto que tornará Califórnia independente, ganha força
    Tags:
    separação, Califórnia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik