18:30 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Horacio Cartes, presidente do Paraguai

    Presidente do Paraguai pediu calma depois dos tumultos e do incêndio no Congresso

    © REUTERS/ Ministério das Relações Exteriores
    Américas
    URL curta
    835022

    O presidente do Paraguai, Horacio Cartes, pediu à população para manter a calma, após tumultos e incêndio no Congresso Nacional.

    "Tendo em vista as ações de vandalismo, realizadas nas últimas horas contra a sede do Congresso Nacional, peço aos cidadãos para manter a calma e que não de deixem levar por aqueles que há meses vem anunciando a violência e o derramamento de sangue", disse Cartes em um comunicado na sua conta no Twitter.

    Ao comentar incêndio, Cartes disse que o fato "prova mais uma vez que um grupo de paraguaios, envolvido na política e na mídia, não poupa esforços para alcançar o objetivo de destruir a democracia e a estabilidade política e econômica do país".

    Neste contexto, ele ressaltou que "a democracia não pode ser conquistada e defendida com violência".

    Ele também prometeu que o Governo do Paraguai "vai continuar a fazer os seus melhores esforços para manter a ordem jurídica da República".

    Nesta sexta-feira, manifestantes invadiram o prédio do Congresso do Paraguai e incendiaram parte do edifício, em meio aos protestos contra uma votação secreta do Senado, no início do dia, para aprovar um projeto de lei que permitiria ao presidente Horacio Cartes concorrer à reeleição.

    Mais:

    Visita de Temer a Argentina e Paraguai marca reviravolta no Mercosul
    Paraguai pede aos parceiros do Mercosul revisão sobre a Venezuela
    Paraguai cobra gestos democráticos da Venezuela
    Tags:
    reeleição, manifestações, protestos, Congresso do Paraguai, Horacio Cartes, Paraguai
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik