19:12 20 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    A Agência Mundial Anti-Doping (WADA)

    Dirigente norte-americano diz que a WADA é a 'raposa que guarda o galinheiro'

    © AP Photo / Bernat Armangue
    Américas
    URL curta
    160
    Nos siga no

    O chefe da Agência Antidoping dos Estados Unidos (USADA), Travis Tygart, disse que a Agência Mundial Antidoping (WADA) no seu estado atual não é independente e é incapaz de exercer as suas funções adequadamente, relata o jornal Guardian.

    Em um simpósio da WADA em Lausanne, Tygart afirmou que a organização não é capaz de tomar medidas decisivas para combater as violações. Interrogado por jornalistas sobre se WADA é uma organização independente, ele disse que "de maneira nenhuma". "É uma raposa que guarda um galinheiro", escreve o Guardian citando Tygart.

    Anteriormente, durante o simpósio, o chefe da WADA Craig Reedie sublinhou a necessidade de realizar um grande trabalho para lutar contra o doping na Rússia, referindo que "já há progressos evidentes" neste sentido. O ministro do Esporte da Rússia Pavel Kolobkov reconheceu em seu discurso a existência de problemas com doping no país, mas rejeitou os dados do relatório de Richard McLaren sobre a existência de um sistema institucional de utilização de substâncias ilícitas.

    Mais:

    Interpol se junta à WADA em novo projeto de combate ao doping
    Hackers divulgam nova leva de documentos denunciando WADA
    Apesar das denúncias, WADA garante que não será dissolvida
    Tags:
    doping, USADA, WADA, Craig Reedie, Richard McLaren, Travis Tygart, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar