12:25 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    071
    Nos siga no

    Depois do presidente do Peru, Pedro Pablo Kuczynski, dizer que a América Latina é um "cão amigável no tapete" e não representa risco aos EUA e a Donald Trump, chanceler venezuelana disparou sua metralhadora verborrágica. Delcy Rodríguez disse que "o único cão amigável que existe é ele, cuja cauda se move para os seus amos imperiais".

    O presidente peruano teria dito que a exceção à regra se deve à Venezuela, país que ele considera representar "um grande problema na região". Kuczynski criticou ainda o presidente venezuelano, Nicolás Maduro e se referiu de forma negativa a Hugo Chávez.

    "Ele se comportou como covarde", disse a chanceler, conhecida pelos discursos inflamados em defesa do próprio país e do presidente.

    Rodríguez completou a fala expressando apoio ao México no caso do muro na fronteira prometido por Trump, referindo-se ao projeto como uma "expressão da pouca vergonha capitalista".

    Mais:

    'Oposição venezuelana quer derrubar Maduro da mesma maneira que queria derrubar Chávez'
    À beira do colapso: o que espera a economia venezuelana em 2017
    Oposição venezuelana dá ultimato a Maduro
    Maduro e oposição venezuelana adotam tom conciliatório sob mediação do Vaticano
    Tags:
    América Latina, Peru, México, Venezuela, Estados Unidos, Nicolás Maduro, Hugo Chávez, Delcy Rodríguez, Donald Trump, Pedro Pablo Kuczynski
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar