22:26 24 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    3713
    Nos siga no

    Mídia ocidental apreciou um tweet da Embaixada russa em Londres, em resposta à decisão de Barack Obama de deportar 35 diplomatas russos.

    O tweet inclui a imagem de um "pato coxo". "Pato coxo" [Lame duck, em inglês] é um termo informal que se aplica a um presidente que se prepara para deixar o cargo, quando o seu poder e influência já são reduzidos. Fora do contexto, as acepções da palavra ‘lame' têm conotações na maior parte negativas — é traduzida como "desastroso", "fútil", "miserável".

    ​"A Rússia se riu da posição do "pato coxo" Barack Obama depois de os EUA aprovarem novas sanções", escreve o The Washington Times.

    "A Embaixada russa acabou de responder às sanções dos EUA com um meme. Sério", escreve o Mashable.

    The Independent assinalou que a resposta russa à decisão de deportar os diplomatas foi "rápida e divertida".

    Ao mesmo tempo, Business Insider chamou o tweet da Embaixada russa de "reação de gozação".

    Os Estados Unidos impuseram na quinta-feira (29) novas sanções contra algumas entidades e políticos russos, acusando Moscou de tentar influenciar os resultados das recentes eleições norte-americanas. Foi anunciada a expulsão de 35 diplomatas russos, que o presidente Barack Obama chamou de "oficiais da inteligência russa". O líder norte-americano não concedeu qualquer evidência disso.

    Além da imagem do pato, o tweet da Embaixada chama as ações das autoridades dos EUA o "dejà vu da Guerra Fria".

    "Como todo mundo, incluindo os americanos, nós ficaremos felizes de ver o fim desta administração falhada", diz o tweet.

    Mais:

    Chancelaria russa chama administração de Obama de 'grupo de falhados rancorosos'
    Obama enviará relatório ao Congresso sobre supostos ciberataques russos
    Obama toma medidas 'secretas' contra Rússia
    Trump: 'Tive uma conversa telefônica muito, muito boa com Obama'
    Tags:
    Rússia, EUA, América, Barack Obama, Donald Trump, Washington Time, Twitter, The Independent, Business Insider, Embaixada da Rússia, Mashable, sanções, diplomatas, administração, pato, mídia ocidental
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar